A apresentar mensagens correspondentes à consulta cozinha ordenadas por relevância. Ordenar por data Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 6 de abril de 2017

SUGESTÕES DE FENG SHUI - PRÉ-CONSULTOR DE FENG SHUI



Sugestões de Feng Shui

Como sabemos o equilíbrio da energia através da forma ou cor, tem muita importância do ponto de vista do Feng Shui uma vez que tudo interage com a vida humana.

NOS QUARTOS
- Se tem dores em alguma parte do corpo, procure ver se existe algum móvel que tenha uma quina apontada na direcção da cama. Caso tenha, procure mudar a sua posição ou coloque algum objecto nessa quina de forma a anular esse efeito.
- O quarto deve ter cores suaves para promover um descanso tranquilo. Os quartos pintados em tons fortes, podem trazer alteração da personalidade ou comportamento de quem aí dormir.
- No quarto de dormir de casal, deve haver objectos a pares como as almofadas e quadros, assim como fotos apenas do casal. Numero de objectos ímpares como por exemplo; três almofadas, poderá provocar infidelidade.

NA COZINHA
- É normal as pessoas gostarem das chamadas ilhas numa cozinha, local onde por vezes é colocado o fogão ou lava loiça. Do ponto de vista do Feng Shui, este local não é benéfico, uma vez que deixa o alimento vulnerável a quem passa, no caso do fogão. E do lava-loiça, é contaminado com o esgoto. Este local apenas poderá ser útil para a preparação de pratos.
O caixote do lixo não deve estar exposto e visível. O caixote deve estar tapado e todos os dias o lixo deve ser retirado de dentro da casa.
- Se a sua casa tiver uma janela na cozinha em forma de portada, procure sempre que a parte de baixo onde está o vidro, fique tapada. Poderá fazê-lo de diversas formas até mesmo, mudar de portada para porta. Do ponto de vista do Feng Shui, este género de porta/vidro, retira a energia dentro da habitação, ainda para mais sendo um lugar onde se confecciona os alimentos, é o mesmo que estar a retirar o alimento.
- A cozinha para o Feng Shui é considerado; "o cofre da família" uma vez que é neste lugar onde se guarda e confecciona os alimentos, como tal, deve estar muito bem preservado e cuidado.



ABERTAS INSCRIÇÕES PARA O CURSO - PRÉ CONSULTOR DE FENG SHUI Inicio a 22 de Abril 2017

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

COZINHA


COZINHA

Do ponto de vista do Feng Shui a cozinha é essencial numa casa como tal, deve ser cuidada e preservada.
O frigorífico é muito importante uma vez que guarda e preserva os alimentos.
Evite que o seu frigorífico esteja exposto para o exterior. Procure tê-lo num local reservado principalmente quando abre a porta.
O que lá tem dentro, só diz respeito aos moradores. Preserve-o.


Se a nossa informação é importante para si, partilhe-a. Saiba mais sobre Feng Shui, com os nossos cursos.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

ENTRADA DE COZINHA - ARQUITETO


A porta de entrada de uma cozinha não deve estar de frente para a porta de entrada, para assim manter uma família harmoniosa. Conheça as razões e mais através dos nossos cursos.
Inscrição Curso Profissional de Feng Shui: http://form.jotformeu.com/form/52121955947360

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

COZINHA


A cozinha é uma dependência da casa de grande importância, por isso o cuidado da sua composição, conheça mais através dos nossos cursos.
Inscrição Curso Profissional de Feng Shui: http://form.jotformeu.com/form/52121955947360

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

VASO DAS SETE ERVAS

Faça o Seu Vaso das 7 Ervas

 O Vaso das 7 Ervas é famoso por reunir plantas consideradas poderosas, que espantam as energias negativas e atraem sorte, prosperidade e bons fluidos. 

Natureza é saúde e bem-estar. Todos sabemos, mesmo que de forma intuitiva, que as plantas e flores naturais, além de embelezar, transmitem ao ambiente e às pessoas boas energias e ótimas vibrações. Isso acontece porque as plantas emitem e trocam energia com os ambientes e as pessoas, influenciando tudo e todos.
Cada planta ou erva tem seu poder de vibração particular e especial, mas quando combinadas entre si, podem aumentar ainda mais seus poderes e vibrações. Um exemplo bem prático são as sete ervas. Elas têm um superpoder de combater as energias negativas, seja na residência ou trabalho. São formadas pelas seguintes plantas: arruda, guiné, alecrim, comigo-ninguém-pode, espada de São Jorge, manjericão e pimenteira.
Um vaso com as sete ervas pode ser colocado em qualquer ambiente que se deseja proteção e limpeza energética. Coloque na sala, na porta de entrada, no hall ou varanda, na sua cozinha, na receção ou no escritório, ao lado de sua mesa de trabalho. Porém, estes ambientes devem ter abertura para áreas externas como janelas e portas, pois estas plantas precisam de luz, sol e ar circulando.
Este vaso trás sorte e boas energias, mas antes de usar as plantas, conheça com mais detalhes suas propriedades. Veja, abaixo, as propriedades das sete ervas e para que servem cada uma delas:


Arruda: é uma das ervas mais poderosas para combater inveja. A arruda já era conhecida e usada na antiga Grécia e Roma. Quando colocada num ambiente, além de proteger, emite vibrações de prosperidade e entusiasmo. Espanta todo tipo de mal. Podemos ter sempre um galho de arruda junto ao corpo para reter as energias negativas.





Guiné: em um ambiente tem o poder de criar um "campo de força" de proteção, bloqueando as energias negativas e emitindo vibrações otimistas. Limpeza espiritual do ambiente, purificando todo o espaço onde fica. Atrai sorte e felicidade. Cria uma energia de bem-estar nos ambientes.




Alecrim: é uma erva que tonifica as pessoas e os ambientes. É considerado também um poderoso estimulante natural, favorecendo as atividades mentais, estudos e trabalho. Favorece e fortifica o ânimo e vitalidade das pessoas. Agindo em conjunto com arruda, "segura" as energias de inveja e falatórios. Atrai a energia positiva do Universo.




Comigo-ninguém-pode: o nome da erva já diz tudo. Afasta e corta todas as energias negativas dos ambientes. Além deste superpoderes é uma planta muito bonita para qualquer ambiente. Atrai sabedoria para conquistar o que se deseja. Atenção esta planta é tóxica, não a deixe perto de crianças.



Espada de São Jorge: por causa de suas folhas pontudas é facilmente associada ao poder de cortar as energias negativas, a inveja, magia, etc. Alguns dizem que espanta os maus espíritos. Sugere coragem para enfrentar a batalha. Ao cortar as energias negativas, a erva atrai coragem e prosperidade.



Manjericão: Além do delicioso sabor que passa como tempero da cozinha italiana, o manjericão, quando exposto num ambiente, tem a propriedade de acalmar e trazer paz de espírito a todos. Ao acalmar as tensões, afastamos os pensamentos negativos e nuvens negras. Responsável pela purificação do ambiente.



Piripiri: esta planta combate as energias pesadas e ariscas. É uma planta de vibração estimulante, afrodisíaca, tonificante e atrai boas energias para o amor. Protege da inveja. Estas plantas são encontradas em floriculturas, feiras ou lojas de plantas.




1.   Passo Escolher as plantas...

Não existe uma regra rígida sobre quais são as sete espécies de plantas usadas na montagem do vaso das 7 ervas.
A escolha das plantas pode, mas a versão mais usada é esta:

•Arruda (Ruta graveolens)
•Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia sp.) ou trevo-de-quatro-folhas (Oxalis deppei)
•Pimenta (Capsicum annuum)
•Espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata)
•Manjericão (Oncimum basilicum)
•Alecrim (Rosmarinus officinalis)
•Guiné (Petiveria alliacea) ou menta (Mentha spicata)

2. Plantar...
Escolha um vaso ou uma jardineira com espaço suficiente para acomodar as sete plantas. Forre o fundo com uma camada de cascalho ou pedra. Faça uma segunda camada com areia, para facilitar a drenagem da água das regas.

Chegou a hora de colocar a mistura de terra preparada com: 


1 parte de terra comum, 1 parte de areia e 1 parte de húmus de minhoca. Tudo muito bem misturado e incorporado. Espalhe a mistura de terra no vaso até pouco mais da metade da altura.

Retire as mudas da embalagem e ajeite-as no vaso. Complete com o restante da mistura de terra e faça uma boa rega, até que a água comece a escoar pelo furo de drenagem.
Também pode colocar as plantas em vasos separados dentro de um outro vaso. 










3. Como cuidar...
No início, seu Vaso das 7 Ervas vai precisar ficar num local com boa luminosidade, mas longe do sol direto. Depois de 3 ou 4 dias, vai precisar de colocá-lo num local onde possa receber cerca de 6 horas de luz solar direta diariamente.

As regas devem ser cuidadosas: mantenha o solo sempre húmido, mas nunca encharcado. Procure regar sempre que a camada superficial estiver seca.
Para manter as plantas fortes e sadias, adube-as mensalmente, com húmus de minhoca.


terça-feira, 13 de agosto de 2013

TRÊS DIAS PERIGOSOS PARA O FENG SHUI - 555

Os dias 555

O dia 15 e 24 de Agosto em conjunto com o 2 de Setembro são dias perigosos no Feng Shui.

E Porquê?

Para explicar é necessário ter conhecimento das Estrelas Voadoras, por isso vamos dar uma pequena explicação. Não se trata de estrelas do céu, nem de objetos em forma de estrelas. No Feng Shui a designação de estrelas usa-se para designar certas energias invisíveis, sensíveis ao tempo e ao espaço. As estrelas voadoras são 9, são identificadas por um número e por uma cor.
Na figura abaixo demonstra-se as estrelas com a sua conexão coma cor e número.

Como se pode verificar cada uma delas está situada num determinado ponto cardeal, menos o 5 amarelo, que está ao centro. Quando as estrelas voam mudam de sítio, fazem-no periodicamente de forma anual, mensal e diária. O diagrama mostra a distribuição das estrelas anuais no ano de 2013. Por exemplo, o quadrante Sul de sua casa contem a estrela 9-purpura, isto significa que esta estrela está a visitar a parte Sul de sua casa. A estrela 3-jade aloja-se na parte Este da casa e assim sucessivamente com cada uma das estrelas. As estrelas já estão em casa, quer se goste ou não, é inevitável. Por isso o Feng Shui as estuda para verificar como nos afetam.
Cada estrela rege-se sobre certos assuntos. Por exemplo a estrela 4-turqueza tem que ver com os estudos, a literatura e o romance, dependendo na parte da casa em que atuem (as estrelas atuam sobre as pessoas) podendo favorecer essa área. O 6-branco tem que ver com questões de autoridade, hierarquia e prestigio. Há estrelas de carater auspicioso “boas estrelas” que atraem boa sorte. Mas também há estrelas inauspiciosas que trazem má sorte, entre elas, aquela que atrai pior sorte é o 5-amarelo. É uma estrela temível, pode-se imaginar como um imperador malévolo que pode causar todo o tipo de desgraças se estiver descontente. Este ano essa estrela está no palácio central de todas as casas em todo o mundo.
Será que toda a gente existente no globo terrestre vai ter má sorte? Depende, as estrelas são energias que requerem certas condições para ativar e exercer seu efeito. Por exemplo, uma casa com um pátio interior aberto, não sentirá o efeito do 5 amarelo, assim como as moradias ou apartamentos que tenham um interior calmo, como um living alto, por exemplo. Mas se no centro da casa se encontra a cozinha ou os elevadores ou uma escada em caracol, então os problemas serão grandes, pois o movimento será grande e vai irritar a estrela.
No mês de Agosto os problemas duplicam-se porque a estrela 5-amarelo anual se junta ao 5-amarelo mensal. O 15 de Agosto é um dia particularmente nefasto, porque se soma também o 5-amarelo diário, configurando 555 no centro de todas as casas. O mesmo ocorrerá a 24 de Agosto e a 2 de Setembro.

Vejamos as precauções que devemos tomar durante o mês de Agosto e especialmente nesses dias.

1.º - O ponto mais importante é não “molestar” o 5-amarelo. O ruído e o movimento o perturbam. Caso tenha a cozinha no centro da casa recomenda-se que faça as suas refeições fora, não cozinhe nesses dias , aproveite o tempo bom e faça piqueniques, aproveita está em contato com a natureza o que é muito benéfico.
2.º - Também não se deve começar uma remodelação no centro da casa neste ano, mês e muito especialmente nestes dias.
3.º - Como se pode promover a calma do 5-amarelo. O elemento Metal retira-lhe a força e diminui os seus efeitos negativos. Uma boa coleção de objetos de metal , qualquer objeto que seja bonito e que tenha uma boa proporção de Metal, não importa que tipo de metal seja, será bem vindo para diminuir a irritabilidade do 5-amarelo e assim ter-se um imperador satisfeito.

sábado, 5 de novembro de 2011

AS SETE ERVAS – Conheça o poder e a proteção.




Natureza é saúde e bem estar. Todos sabem, mesmo que de forma intuitiva, que as plantas e flores naturais, além de embelezar, transmitem ao ambiente e às pessoas boas energias e ótimas vibrações. Isso acontece porque as plantas emitem e trocam energia com os ambientes e as pessoas, influenciando tudo e todos.

Cada planta ou erva tem seu poder de vibração particular e especial, mas quando combinadas entre si, podem aumentar ainda mais seus poderes e vibrações. Um exemplo bem prático são as sete ervas. Elas têm um super poder de combater as energias negativas, seja na residência ou trabalho. 


Não existe uma regra rígida sobre quais são as sete espécies de plantas usadas na montagem deste vaso. A escolha das plantas pode variar dependendo da região do país, mas a versão mais usada é esta:

Arruda (Ruta graveolens)
Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia sp.)
Pimenta (Capsicum annuum)
Espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata)
Manjericão (Oncimum basilicum)
Alecrim (Rosmarinus officinalis)
Guiné (Petiveria alliacea)

Existe uma versão bem conhecida, que substitui o comigo-ninguém-pode pelo trevo-de-quatro-folhas (Oxalis deppei).



Um vaso com as sete ervas pode ser colocado em qualquer ambiente que se deseja proteção e limpeza energética. Coloque na sala, na porta de entrada, no hall ou varanda, na sua cozinha, na recepção ou no escritório, ao lado de sua mesa de trabalho. Porém, stes ambientes devem tem abertura para áreas externas como janelas e portas, pois estas plantas precisam de luz, sol e ar circulando.

Este vaso te dará sorte e boas energias, mas antes de usar as plantas, conheça com mais detalhes suas propriedades.


Veja, abaixo, as propriedades das sete ervas e para que servem cada uma delas:

Arruda: é umas das ervas mais poderosas para combater inveja e olho-gordo. A arruda já era conhecida e usada na antiga Grécia e Roma. Foi popularizada no Brasil pelas escravas na época na colonização. Quando colocada num ambiente, além de proteger, emite vibrações de prosperidade e entusiasmo. Podemos ter sempre um galho de arruda junto ao corpo para reter as energias negativas.

Guiné: em um ambiente tem o poder de criar um “campo de força” de proteção, bloqueando as energias negativas e emitindo vibrações otimistas. Atrai sorte e felicidade. Cria uma energia de bem-estar nos ambientes.

Alecrim: é uma erva que tonifica as pessoas e os ambientes. É considerado também um poderoso estimulante natural, favorecendo as atividades mentais, estudos e trabalho. Favorece e fortifica o ânimo e vitalidade das pessoas. Agindo em conjunto com arruda, “segura” as energias de inveja, mau-olhado e fofocas.

Comigo-ninguém-pode: o nome da erva já diz tudo. Afasta e quebra todas as energias negativas dos ambientes. Em uso conjunto com espada de São Jorge quebra feitiços, magia e mau-olhado. Além deste super poderes é uma planta muito bonita para qualquer ambiente (atenção as suas lágrimas são venenosas).

Espada de São Jorge: por causa de suas folhas pontudas é facilmente associada ao poder de cortar as energias negativas, a inveja, olho-gordo, magia, etc. Alguns dizem que espanta os maus espíritos. Ao cortar as energias negativas, a erva atrai coragem e prosperidade.

Manjericão: Além do delicioso sabor que passa como tempero da cozinha italiana, o manjericão, quando exposto num ambiente, tem a propriedade de acalmar e trazer paz de espírito a todos. Ao acalmar as tensões, afastamos os pensamentos negativos e nuvens negras.

Pimenteira: esta planta combate as energias pesadas e ariscas. É uma planta de vibração estimulante, afrodisíaca, tonificante e atrai boas energias para o amor.

Trevo-de-quatro-pétalas: esta planta chama a sorte.


Plantar...
Escolha um vaso ou jardineira com espaço suficiente para acomodar as sete mudas. Forre o fundo com uma camada de cascalho ou cacos de telha. Faça uma segunda camada com areia, para facilitar a drenagem da água das regas.
Chegou a hora de colocar a mistura de terra preparada com: 1 parte de terra comum, 1 parte de areia e 1 parte de húmus de minhoca. Tudo muito bem misturado e incorporado. Espalhe a mistura de terra no vaso até pouco mais da metade da altura.
Retire as mudas da embalagem e ajeite-as no vaso. 

Por terem tendência de crescer para os lados, comigo-ninguém-pode e espada-de-são-jorge devem ficar em lados opostos do vaso. A arruda, por ser de trato mais flexível, pode ir no meio.

O alecrim e o manjericão também devem seguir a mesma regra, pois a primeira gosta de pouca água, enquanto a segunda prefere lugares mais úmidos. Entre o alecrim e a espada deve ir a pimenta. E entre o manjericão e a espada, a guiné.

Complete com o restante da mistura de terra e faça uma boa rega, até que a água comece a escoar pelo furo de drenagem.

Como cuidar...
No início, seu Vaso 7 Ervas vai precisar ficar num local com boa luminosidade, mas longe do sol direto. Depois de 3 ou 4 dias, você vai precisar colocá-lo num local onde possa receber cerca de 6 horas de luz solar direta diariamente. 
As regas devem ser cuidadosas: mantenha o solo sempre úmido, mas nunca encharcado. Procure regar sempre que a camada superficial estiver seca.
Para manter as plantas fortes e sadias, adube-as mensalmente com húmus de minhoca.


sexta-feira, 17 de maio de 2013

LIMPEZA ECOLÓGICA


VOCÊ CONHECE A LIMPEZA ECOLÓGICA ?


A prateleira do supermercado está repleta de produtos de limpeza. Limpa-vidros, removedor, detergente, saponáceo, álcool, lustra-móveis… ufa. São muitas opções! Mas poucas são realmente biodegradáveis.
Além disso, não são raras as alergias e coceiras decorrentes dos ativos de produtos de limpeza.
Mas dá para substituir boa parte desses produtos por coisas que geralmente temos em casa e ainda ficar com tudo limpinho e cheirosinho, sem acabar com as mãos. Confira as dicas a seguir.
Nós destacamos o limão como um grande aliado, ecologicamente correto, para a limpeza do seu lar…
Enquanto a maioria dos produtos de limpeza possui na sua composição elementos que prejudicam a natureza, a limpeza verde utiliza recursos renováveis para manter a casa e a natureza livre de poluição.

  • Limpar Tudo: Solução de 4 colheres de sopa de bicarbonato de sódio em um litro de água morna. Adicione uma colher de sopa de vinagre branco, ou suco de limão, para dissolver a gordura.
  • Desentupir pia: Jogue no ralo um punhado de bicarbonato de sódio, algumas colheres de vinagre branco e água fervente.
  • Limpar forno: Misture bicarbonato de sódio, sal, água quente e vinagre, e passe com esponja. Remova com um pano.
  • Limpar vidro: Passe uma solução com água e vinagre e depois use jornal para dar brilho.
  • Desodorizante de ambiente: 4 colheres de sopa de vinagre num pratinho colocado sob um móvel. As plantas também funcionam como ótimos purificadores do ar.
  • Para encerar: Misturar uma parte de óleo vegetal, como a linhaça, com outra parte de suco de limão ou vinagre e aplique com uma flanela.






  • Para limpar carpete: Fazer uma solução de água com vinagre branco.
  • Para lustrar móveis: Fazer uma solução de uma parte de suco de limão e duas partes de óleo vegetal. Dê brilho com uma flanela.
  • Desinfetante sanitário: Misturar bicarbonato de sódio com vinagre.
  • Limpar prata: Mergulhar o objeto em um recipiente com água morna, uma colher de chá de bicarbonato de sódio e uma colher de sal. Dê brilho com um pano macio.



  • Limpar cobre: Esfregar uma mistura de limão e sal, lavar e secar com um pano bem limpo.
  • Limpar bronze: O suco de limão clareia qualquer peça de bronze, que deve ser enxaguada em seguida.
  • Limpar objetos dourados: Utilizar, esfregando, limão ou uma mistura de água e vinagre em partes iguais.
  • Limpar objetos de latão: Polir as peças com molho inglês e, para conservar o brilho, esfregar azeite de oliva.
  • Limpar fórmica: Para tirar mancha de tinta esferográfica e deixar a fórmica limpa, esfregar com álcool ou com uma solução de água com vinagre.


  • Espantar moscas e mosquitos: Folhas de louro, eucalipto e manjericão, maceradas em água ou espalhadas pelo ambiente.
  • Evitar traças: Usar cânfora, em vez de naftalina. É tão eficiente e menos tóxica.
  • Afastar pulgas: Lavar os animais de estimação com água e sabonete (de preferência, feito com óleo de neem, que possui uma ação repelente sem ser tóxica). Enxugar. Aplicar a seguinte solução para manter as pulgas à distância: 2 colheres de sopa de alecrim fervidas em um litro de água. Espalhar também pela casa folhas de erva-de-Santa-Maria e poejo.
  • Afastar os parasitas das plantas: Colocar no liquidificador 3 cebolas, 1 cabeça de alho, 2 pimentas-malagueta e 1 colher de sabão em barra. Bater com meio litro de água e espalhar esta mistura nas plantas. Pode-se também colocar alguns dentes de alho em um pouco de água (se possível, de chuva) e deixar impregnar por cerca de dez dias. Usar, então, em um spray, para pulverizar as plantas.
  • Amaciante de roupas: Ao enxaguar a roupa, colocar meio copo de vinagre branco na última água. Além de amaciar, o vinagre realça as cores e impede que manchem.
  • Pasta de limpeza: Em vez de desperdiçar os restos de sabão (de preferência, biodegradável), reaproveite-os em uma excelente pasta de limpeza. Basta deixar os restos de sabão de molho em um pouco de água (o necessário para formar uma pasta) e, depois, misturar uma colher de vinagre e duas colheres de açúcar. Está pronta sua pasta de limpeza!




  • Adubo natural: Um verdadeiro adubo para as plantas pode ser obtido com substâncias normalmente desprezadas e desperdiçadas. A água que cozinha as batatas (sem sal e fria), a água da lavagem do arroz, os restos de chá preto, borra do café – tudo isso funciona como um excelente adubo. Da mesma maneira, as cascas de batata e de cenoura podem ser colocadas diretamente nos vasos para ajudar o desenvolvimento das plantas.
  • Passar bem: Produtos que facilitam a passagem de roupa contêm, geralmente, muitas substâncias tóxicas e perigosas. A solução feita com uma colher de sopa de polvilho dissolvida em um litro de água cumpre o mesmo objetivo, ao ser aplicada às roupas a serem passadas, sem poluir.
  • Pesticida natural: Ferver folhas de ruibarbo, durante meia hora, em quatro litros de água. Acrescentar uma colher de chá de sabão de coco, para a mistura aderir às folhas e expulsar os pulgões.
  • Tira cheiro: Em um cômodo recém-pintado, o cheiro da tinta fresca desaparecerá mais depressa se deixar no ambiente uma bacia cheia de água com algumas rodelas de cebola ou folhas de laranjeira.
  • Tira ruído: Se a porta estiver rangendo, faça uma mistura de raspa de grafite (ponta de lápis) e algumas gotas de óleo de cozinha. Coloque aos poucos nas dobradiças, fazendo um movimento de abrir e fechar a porta, para que a mistura penetre bem nas dobradiças.

  • Tira manchas: Manchas de gordura são retiradas com uma mistura de água quente com sabão e umas gotas de detergente (de preferência, biodegradável). Lavar e, se restar algum vestígio, polvilhar talco e deixar por algumas horas; esfregar um pedaço de cebola também resolve. Manchas de frutas e doces desaparecem com álcool ou vinagre branco, e manchas de tinta de escrever devem ser lavadas com leite. Na falta do leite, também pode ser usado um punhado de sal umedecido com limão e colocado sobre a mancha, lavando-se em seguida. Mancha de café desaparece esfregando imediatamente, e com paciência, uma pedrinha de gelo até que a mancha suma.
  • Tira umidade: Coloque um recipiente com pedaços de carvão no fundo dos armários, ou então pendure pedaços de giz. Sempre com o cuidado de não sujar as roupas.
  • Fórmula mágica: A velha combinação de água quente e sabão (de preferência, biodegradável) continua sendo o melhor detergente. Ela limpa pisos de cerâmica, ladrilhos e azulejos, tira manchas de parede e a gordura das superfícies. E, melhor ainda, não ajuda a poluir a Terra.




PUBLICADO POR: http://blog.clubedolar.com.br/clube-do-lar-geral/voce-conhece-a-limpeza-ecologica/